RATING BANCÁRIO

S&P rebaixa nota de bancos

A agência de classificação de risco S&P Global rebaixou o rating de diversas instituições financeiras brasileiras, incluindo Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil.

Em comunicado divulgado ontem a S&P comentou que o corte na nota soberana do Brasil de BB para BB- e a revisão da perspectiva de negativa para estável foi motivada devido aos progressos mais lentos que o esperado feitos pelo País em relação à estrutura fiscal e ao aumento dos níveis da dívida.

“Como resultado, realizamos várias ações de rating em 29 instituições financeiras brasileiras e companhias de seguros que têm relação com o nível soberano, refletindo a mesma ação de rating do Brasil”, afirmou a instituição na nota.

A S&P rebaixou o rating de longo prazo e em escala global de 15 instituições de BB para BB- e adotou perspectiva estável. Já a classificação de longo prazo em escala nacional foi reafirmada em brAA-.

Dentre as instituições rebaixadas, estão as principais do País: Banco do Brasil; Bradesco; Citibank; Itaú Unibanco Holding; Itaú Unibanco; ABC Brasil; Banco do Nordeste do Brasil (BNB); Santander; China Construction Bank; Multiplo; Votorantim; Safra; Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Caixa Econômica Federal; B3 - Brasil, Bolsa, Balcão; GP Investimentos.

Agência Estado