PETRÓLEO

Os impactos da exploração de petróleo em solo cearense

Além dos royalties, a geração de emprego e renda é outra expectativa apontada pelo consultor de petróleo e gás, Bruno Iughetti. Para ele, a notícia é bastante “otimista”, porque há muito não se faz licitação de áreas que abranjam o Estado.

Sobre a alíquota de royalties estabelecida na licitação para a Bacia do Ceará de 7,5% também há impactos. O edital estabeleceu alíquotas distintas entre os setores considerando aspectos como riscos geológicos e expectativas de produção.

“Isso vai gerar royalties para o Estado e estamos formando pessoas em Engenharia de Petróleo que estão tendo que sair do Ceará”, diz Murilo Luna, coordenador do curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Federal do Ceará (UFC). (O Povo - é parceiro de oxereta.com)