INSEGURANÇA AFETA O TURISMO

Turismo sente impacto da insegurança

Paracuru Terra Querida
Por do sol em uma das praias de Paracuru

Os problemas de segurança no Estado estão afetando o turismo. Mesmo com o esforço para melhorar a malha aérea, além das promoções, o fluxo de visitantes previsto para o feriado de primeiro de maio está longe do esperado.

Ontem, o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-CE), Darlan Leite, informou que o setor projeta uma ocupação de 58%, repetindo o mesmo desempenho do ano passado.

O percentual poderia ser melhor: “Estamos sentindo um downgrade nos índices”, alerta. Há um esforço para a realização de promoções junto com as operadoras de turismo, mas não está sendo fácil atingir as metas.

Todos as apostas da hotelaria cearense eram de que 2018 se tornaria o ano do turismo, em função da chegada da Fraport e do hub da Air France/KLM. Infelizmente, o tempo tem provado que é preciso um investimento maior não só em aeroporto, malha aérea e promoção, mas também são necessários resultados concretos na área de segurança. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)