AS AVENTURAS DE POLIANA

Público critica novela do SBT por culpabilizar negros por racismo

Na novela infantil, a diretora Helô diz à aluna Késsya que o preconceito está na "nossa cabeça"

Reprodução/ SBT
Público critica novela do SBT por culpabilizar negros por racismo

Um diálogo no episódio da última quarta-feira, 8, da novela infantil As Aventuras de Poliana, do SBT, incomodou o público, que acusou a emissora de racismo. Após a aluna Késsya (Duda Pimenta) ser acusada de roubar o nariz de uma escultura e se justificar que só não acreditavam nela por ela ser negra, a diretora da escola onde se passa a trama, Helô (Eliana de Souza), diz à criança que a culpa do preconceito não é dos racistas, mas da “nossa cabeça”.

“Sabe qual é um dos maiores culpados pelo preconceito?”, pergunta a Helô à criança, que argumentava que, se fosse branca, não desconfiariam dela e acreditariam em sua palavra. . “Os racistas”, responde prontamente Késsya. “Não. A nossa cabeça. E para que os outros parem de ver a nós negros como diferentes, nós precisamos parar de nos ver como diferentes. Como piores ou melhores do que determinada raça”, diz a educadora.

A cena termina com as duas se abraçando, como se tivesse havido uma grande lição de moral de professora para aluna. O público, no entanto, não enxergou dessa forma, considerando o diálogo um deserviço ao combate ao racismo no Brasil.

A página no Facebook A Mãe Preta escreveu publicação sobre o assunto que repercutiu com mais de 4,9 mil compartilhamentos e 270 mil visualizações. “Deslegitimar a percepção de uma menina negra da situação de racismo que ela viveu e, ainda, ‘ensinar’ a essa criança que o racismo é culpa dos negros que se enxergam diferente dos outros e que não se valorizam a partir da voz de uma mulher negra é mais uma vez violentar a nossa subjetividade e nos colocar como responsáveis por um sistema de exclusão criado e mantido para garantir o privilégio branco”, publicou.   (O Povo - é parceiro de oxereta.com)