RECURSOS EM REDES SOCIAIS

Novidades para publishers

O Facebook anunciou novos recursos voltados para publishers. A ideia é atrair mais público para as marcas, facilitando a interação na rede social

Reprodução/Pixabay.com
Novos recursos da plataforma são voltados para publishers

O Facebook anunciou, nesta semana, novas plataformas voltadas para publishers. Com os recursos, a empresa quer permitir que criadores e marcas conquistem mais público na plataforma.

Uma das novidades é o Estreias, em que publishers poderão publicar vídeos pré-gravados em transmissões ao vivo. O recurso permitirá monetização, com propagandas, e ações de branded content.

Já para o Top Fãs, a plataforma decidiu aumentar o leque de páginas elegíveis. Porém, para adquirir o selo, a conta deve ter mais de 10 mil seguidores. A ferramenta permite encontrar os "evangelizadores" da marca. Quando o consumidor assiste a um vídeo de um influenciador, torna-se um top fã.

Outro lançamento é o Enquetes em Vídeo. O recurso permite questionários durante as transmissões ao vivo no Facebook. Conforme a empresa, será possível, em breve, adicionar as enquetes também em vídeos sob demanda.

Sobre os lançamentos, W. Gabriel, mestre em Marketing e professor e consultor de Marketing em Mídias Digitais, avalia que esses recursos são uma readequação ao comportamento do consumidor.

"O Facebook está inchado e ao mesmo tempo as pessoas frearam um pouco seu uso. Diante do cenário, se ele não inovar com ferramentas interativas, o declínio vai ser rápido. Ele não faz nenhuma modificação no algoritmo de publicidade à toa, existe uma tendência de parar de anunciar no Facebook e anunciar mais no Instagram, porque a ferramenta é automaticamente ligada aos acesso. A ideia é que as redes sociais cada vez mais se tornem uma plataforma de internet", analisa.

Ele acrescenta que os recursos estão atrasados e deveriam ser lançados há dois anos. "Imprensa e blogs já vinham trabalhando a ferramenta de enquetes com lives e vídeos para gerar mais interação. O mercado deu um jeito. Mas ainda assim, se o Facebook lança, fica mais fácil inserir na dinâmica vídeos e lives."

Para Fernando Sioli, coordenador de Inteligência Competitiva do Lab282, estúdio de branded content e negócios do Grupo de Comunicação O POVO, o Facebook tenta bater de frente com o Youtube, criando mais público e voltando a atrair marcas. O fato é que, nas redes, o Grupo foca em estar em todos os lugares. Com o trabalho segmentado em cada plataforma, Fernando contabiliza crescimento de 210,9% de anúncios nas redes sociais do O POVO de 2017 para 2018. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)