OPERAÇÕES

Air France-KLM negocia com Beach Park e TAP prevê stopover em 3 meses

O Estado apresentou ao Grupo modelo de parceria com hotéis de Fortaleza, Porto das Dunas e Cumbuco. A TAP planeja a oitava frequência na Capital

O Povo
Seth Van Straten, diretor comercial da Air France-KLM para a América do Sul

A Air France-KLM negocia parceria com o Beach Park para o stopover que opera em Fortaleza. A ideia é que os turistas em conexão na Capital, e que estendem esse tempo de parada por até cinco dias, sem adicional de taxas, tenham opções de descontos com parceiros do Grupo franco-holandês para curtir alguns dias na Cidade antes do destino final. Já a TAP, que opera o modelo para quem passa por Lisboa (Portugal), pretende iniciar em até três meses o stopover no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Ontem, executivos das companhias aéreas realizaram reuniões, separadamente, com o secretário do Turismo, Arialdo Pinho, propondo ideias para o desenvolvimento do stopover cearense.

"O avanço foi poder mostrar qual o nosso projeto em termos de stopover. O secretário nos recebeu muito bem. Vamos agora dar os primeiros passos. Em três meses o projeto pode ser colocado em prática no Ceará", disse o diretor geral da TAP no Brasil, Mário Carvalho. A companhia planeja oitava frequência semanal para Fortaleza.

Na reunião com Arialdo, o diretor geral da Air France-KLM na América do Sul, Jean-Marc Pouchol, e o diretor comercial do Grupo na América do Sul, Seth van Straten, foram apresentados ao modelo de parceria para o stopover, que deve incluir os hotéis de Fortaleza, Porto das Dunas (Aquiraz) e Cumbuco (Caucaia).

Os diretores do Grupo ainda se encontraram com a direção do Beach Park para desenhar a parceria. A agenda na Capital também incluiu reunião com a Casablanca Turismo, com o objetivo de expandir o número de clientes corporativos, uma das prioridades do grupo, embora o mercado lazer seja a principal característica do hub. "Os europeus estão descobrindo agora a nova rota a Fortaleza e o resto do Brasil", acrescentou Van Straten.

A realização de feiras na Europa para fortalecer o destino Ceará, o alinhamento das rotas cearenses com voos já das companhias para os países asiáticos e o programa de milhas, que inclui o acúmulo de pontos com os voos pela Gol, estão entre as estratégias para fortalecer o mercado de negócios.

Desde junho de 2018, os clientes do hub que vêm de Manaus, Belém, Natal, Recife e Salvador podem, ida ou volta, selecionar gratuitamente o stopover em Fortaleza. Mas, Pouchol disse que a ideia é ampliar a oferta e os benefícios para deixar o programa mais forte.

"O primeiro passo era oferecer aos clientes uma tarifa para que ele pudesse fazer stopover em Fortaleza. Um cliente de Manaus que vai para Paris pode passar alguns dias em Fortaleza sem custo adicional de tarifa. Queremos agora aprimorar o conteúdo da oferta, oferecendo descontos, por exemplo, em hotéis, parques", explicou.

A data para implementação das parcerias ainda depende de consolidação, mas o potencial deste tipo de programa no Brasil é visto positivamente pelos executivos da Air France-KLM.

"Desde o início, quando começamos a trabalhar sobre o projeto de hub em Fortaleza, todas as pessoas nos falavam de stopover e hoje vemos que isso faz total sentido, porque queremos aumentar a participação dos clientes que fazem conexão em Fortaleza e o stopover é algo que pode nos diferenciar ainda mais dos nossos concorrentes".

Segundo o Grupo, a taxa de ocupação dos voos que partem de Fortaleza, considerando as seis frequências semanais, está acima de 90%. E em torno de 28% desses passageiros fazem conexão na Capital. Este percentual é mais alto entre brasileiros que vêm de outros estados (35%) para a Europa. Além disso, entre 3% a 6% desses clientes passam, em média, três dias na Cidade. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)