ANDAMENTO DO CASO

STJ nega pedido da defesa sobre prisão domiciliar a João de Deus

Marcelo Camargo - Agência Brasil
Os casos da 2ª denúncia ao médium foram desde 1990

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, negou pedido de prisão domiciliar a João de Deus, preso em 16 de dezembro de 2018 sob a acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável contra centenas de mulheres. A defesa do médium alegou que ele não tem condições de permanecer no presídio por ter 77 anos, sofrer de doença coronariana e vascular, além de ter sido operado recentemente de um câncer no estômago. (Agência Estado)