NOVELA

Novos Capítulos

Xandy Rodrigues/Divulgação
Após dois dias de ausência, Everton voltou a treinar com o elenco alvinegro ontem

O assédio sobre Everson - primeiro do Grêmio e agora, de maneira mais incisiva, do Santos, em função do desejo do técnico Jorge Sampaoli - tem naturalmente mexido com o goleiro. O POVO apurou que, nas reuniões recentes, o jogador e principal ídolo da torcida do elenco, que sempre teve comportamento exemplar desde a contratação, pediu claramente para ser negociado.

Argumentos não faltam ao goleiro, que vai ganhar salário bem maior, além de ter mais visibilidade no cenário nacional e até internacional.

A diretoria do Ceará quer a multa integral de R$ 6 milhões e faz bem em assim exigir. Não é um valor exorbitante e, ainda que seja parcelado - com garantias - o clube aceita vender, até porque existe um incômodo real de se ficar com um atleta insatisfeito, algo que sempre é prejudicial ao elenco.

Na negociação com o Santos, um outro bom goleiro, com capacidade para assumir a vaga de titular imediatamente, pode aparecer no Ceará. Trata-se de Richard, atualmente no Paraná. O POVO apurou interesse do Alvinegro no arqueiro paranista.

Curiosamente, o jogador de 27 anos é amigo de Everson dos tempos da base do São Paulo, quando ambos eram reservas de Rogério Ceni. O Paraná tem uma dívida com o Santos e, para abrir ainda mais caminho para a chegada do goleiro do Ceará, o Peixe intermediaria a vinda de Richard sem custo, numa única negociação.

Ausente nos primeiros dois treinos do Ceará nesta semana, Everson participou normalmente da atividade que o técnico Lisca comandou na tarde de ontem, em Porangabuçu. A presença do jogador em campo, no entanto, não garante que ele seguirá na equipe em 2019.

De acordo com o jornalista Sérgio Ponte, coordenador de esportes da Rádio O POVO CBN, o Ceará teria aceitado proposta do clube paulista pelo arqueiro. O time da Vila Belmiro pagaria a multa de R$ 6 milhões, mas em dez parcelas de R$ 600 mil, com garantias de que o pagamento total será concretizado.

Ao O POVO, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, disse que, caso uma proposta de parcelas chegue ao Alvinegro, tem de haver garantias. "Não importa se for em uma, duas ou seis vezes, se tiver parcelas, tem que ter garantia", declarou o dirigente. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)


Elenco

Atualmente, o Ceará tem três goleiros no elenco principal. São eles Everson, titular nos últimos anos, além dos reservas Diogo Silva e Fernando Henrique, que renovaram contrato