REPERCUSSÃO NO MUNDO

Os impactos no segmento de turismo do Estado

Os recentes ataques criminosos podem repercutir negativamente na imagem do Ceará entre os turistas. Ainda sem sentir impactos em números, pois as reservas são feitas com antecedência, o setor teme um prolongamento da situação crítica na segurança pública.

Eliseu Barros, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Ceará (ABIH-CE), assegura que torce para situação normalizar rapidamente, sob a preocupação de que o "futuramento do setor venha a sofrer".

Diretora do Hotel Sonata e presidente da Visite Ceará/FC&VB, Ivana Bezerra Rangel conta que o perfil de turistas que está no Estado nesse período não costuma ficar na cidade durante o dia, mas aproveita outras regiões, principalmente no litoral.

Projeção da ABIH-CE é que a ocupação dos hotéis seja de 72% neste mês. Resultado melhor do que o registrado na semana anterior, de 69%. Apesar do número, Ivana conta que em alguns locais, inclusive no Sonata, houve cancelamento de reservas. "A repercussão está péssima, pois está saindo em todos os lugares do mundo.

Recebo ligações de pessoas do Exterior perguntando sobre a situação", afirma.

Sobre os hotéis relatarem alguns cancelamentos de reservas, Eliseu ponderou, dizendo que os cancelamentos são mínimos e casos isolados. "As ocorrências, na maioria, são nas periferias, ainda não tendo acontecido em corredores turísticos".

No pior dos cenários, com a violência na Cidade continuando, Ivana teme que mais cancelamentos venham ocorrer, prejudicando o setor.

Números

72% É a média de ocupação projetada pela ABIH-CE para os hotéis cearenses no mês de Janeiro.6 Números de dias em que já foram registrados ataques criminosos de Ceará  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)