CEARÁ

Camisa 10 de respeito

Felipe Baxola marcou dois gols em quatro rodadas e tem se destacado no elenco do Alvinegro

O Povo
Camisa 10 de respeito

Dos oito gols do Ceará na temporada em jogos com Felipe Baxola em campo, três deles passaram diretamente pelos pés do atleta. Em quatro partidas (das cinco que o Alvinegro fez na temporada), o meio-campista colaborou com dois gols e uma assistência, fazendo jus à expectativa alta da torcida e do treinador Lisca. Baxola chegou do Japão como o mais comemorado reforço da temporada e tem conseguido ditar ritmo do time.

Já na estreia da temporada, ele marcou na goleada por 5 a 0 contra o Sampaio Corrêa pela Copa do Nordeste. No sábado, o jogo apático do Ceará, apesar da vitória em cima do Altos-PI, poderia ter sido pior se não fosse Baxola construindo no campo de ataque. Ele deu assistência para o gol de Samuel Xavier, e, com o jogo empatado, sacramentou a vitória com um lindo tento, e mais três pontos pela a mesma competição.

 Em pouco mais de 20 dias, desde a estreia, Baxola já fez mais pelo Ceará do que toda a temporada de 2018, pelo Sanfrecce Hiroshima - quando disputou dez jogos e marcou apenas um gol. O time japonês era a casa do meia desde que deixou o Ceará em 2016. Foi na primeira passagem, em que emplacou cinco gols em 40 partidas disputadas, que o paulista conquistou a torcida Alvinegra. A recíproca também parece ser verdadeira.

"Você acaba criando certa identificação, tive a oportunidade de passar em vários clubes, sempre fiz amigos, mas aqui é diferente. A primeira passagem foram oito ou sete meses, não conquistamos o acesso (para a Séria A do Brasileirão), que era o objetivo. Eu saí, mas mantive o carinho e a identificação com o Ceará. E agora é ter esse objetivo de completar 50, 100 jogos. É bom o atleta se firmar, ter essa identificação, é bacana, você consegue isso onde você se sente bem", garantiu em entrevista coletiva, às vésperas de disputar a terceira partida. Com contrato até 2020, o meia poderá ter tempo de bater algumas dessas metas.

Meia de criação, o camisa 10 tem mostrado que, além de arriscar de fora da área, consegue construir jogadas e se infiltrar, sendo o principal articulador e homem de referência em campo, dando opções ao ataque. O entrosamento dentro de campo tem potencial para deixar a evolução mais robusta, com desenvolvimento técnico no decorrer das competições. Já depois das duas primeiras partidas, o atleta afirmava estar em melhores condições físicas do que quando chegou ao Ceará.

"Os treinos são intensos e tem nos dado uma condição boa. E tem coisa que só o jogo proporciona pra gente que é o ritmo de jogo, o tempo de bola e o entrosamento com a equipe. Agora, com os jogos, a gente vai ganhando ritmo e vai chegar ao ideal o mais rápido possível", projetava. Ao fim da vitória contra o Altos, remetendo a maratona de jogos em três campeonatos simultâneos, Baxola explicou que, a mescla que Lisca tem feito na equipe a cada jogo não permite qu ninguém tenha status de titular. Mas os triunfos dão "confiança". (O Povo - é parceiro de oxereta.com)