AQUIRAZ

Polícia Federal prende suspeito de matar em Aquiraz chefes do PCC

Executor direto dos assassinatos de Gegê do Mangue e Paca, líderes do PCC mortos no Ceará, é preso em Aracaju na manhã deste domingo. Investigação do Grupo de Atuação de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) aponta a autoria

DIVULGAÇÃO/PF
Gegê e Paca foram mortos em Aquiraz

A Polícia Federal prendeu um homem que é apontado nas investigações do Grupo de Atuação de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) como um dos autores dos assassinatos de Gegê do Mangue (Rogério Jeremias de Simone) e Paca (Fabiano Alves de Souza), chefes do PCC, executados ano passado, em Aquiraz, município da Região Metropolitana de Fortaleza. Carlenilton Pereira Malta, cearense natural de Mombaça, foi capturado em Aracaju (Sergipe), na manhã deste domingo, 7.

Segundo O POVO apurou, ele teria sido um dos executores diretos das mortes dos dois líderes da organização criminosa. Carlenilton seria uma das lideranças da quadrilha no Ceará, ligado à cúpula do PCC em São Paulo.

Gegê do Mangue e Paca foram assassinados no dia 15 de fevereiro do ano passado por ordem de uma ala da quadrilha que estaria descontente com a vida nababesca que os dois levavam fora dos presídios.

Encomenda

Investigações do Gaeco-CE, das polícias de São Paulo e do Ceará indicam que o traficante Gilberto Aparecido dos Santos, o Fuminho, encomendou as mortes de Gegê do Mangue e do Paca. Aqui, Carlenilton teria recebido a ordem para matá-los. Os dois foragidos estavam de “férias”, com a família, no litoral cearense.

No PCC, Fuminho é um dos articuladores do tráfico de armas e drogas nas fronteiras do Brasil com países como Bolívia, Colômbia e Paraguai. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)