BOTSUANA

Homossexualidade deixa de ser crime em Botsuana após decisão da Justiça

O Código Penal do país africano considerava crime a homossexualidade desde 1965

AFP
A corte de Botsuana definiu nesta terça-feira, 11, que não é crime ser homossexual no País

A Alta Corte de Botsuana, no continente africano, em um veredicto muito esperado, descriminalizou nesta terça-feira, 11, a homossexualidade - explicitamente proibida no Código Penal do País desde 1965.

Os dispositivos do Código Penal relativos às relações entre pessoas do mesmo sexo "são anulados", declarou o juiz Michael Leburu. "A justiça ordena que as leis sejam alteradas", acrescentou.

As cláusulas em questão são "relíquias da era vitoriana que não são viáveis", afirmou o juiz, antes de destacar que "oprimem uma minoria e não passam pelo teste constitucional". "As minorias não devem ser excluídas nem marginalizadas", completou.

A Alta Corte se pronunciou sobre a questão após a ação de uma pessoa identificada apenas com as iniciais LM por razões de segurança.

No mês passado, a Alta Corte do Quênia se recusou a revogar as leis que reprimem as relações homossexuais e frustrou as esperanças dos grupos de defesa LGTB. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)