TURISMO

Aeroportos Regionais do Ceará recebem mais de 16 mil passageiros em julho

De acordo com balanço feito pela Superintendência de Obras Públicas (SOP), Jericoacoara foi o que registrou a maior movimentação de passageiros no ultimo mês (14.186), entre embarques e desembarques

Divulgação
O Aeroporto de Jericoacoara recebeu mais de 14 mil passageiros em julho de 2019.

Mais de 16 mil passageiros passaram pelos aeroportos regionais do Ceará somente no mês de julho de 2019, de acordo com balanço feito pela Superintendência de Obras Públicas (SOP). Jericoacoara foi o que registrou a maior movimentação de passageiros no ultimo mês (14.186), entre embarques e desembarques operados pelas empresas Gol Linhas Aéreas, Azul Linhas Aéreas e da aviação privada.

O Aeroporto de Aracati, em Canoa Quebrada, opera com circulação de voos comerciais. Em julho, registrou 1.077 passageiros nas operações da Azul. Atualmente, há três frequências semanais: às terças, quintas-feiras e aos domingos, com voos saindo de Recife e escala em Mossoró (RN). Já a partida rumo a capital pernambucana é realizada sem escalas.

Os outros oito aeroportos regionais de gestão do Governo do Estado, sob responsabilidade da SOP, se localizam em Sobral, Iguatu, Quixadá, São Benedito, Camocim, Crateús, Tauá e Campos Sales. Eles tiveram, somados, 1.370 embarques e desembarques durante o mês de julho.

Conforme o gerente de Programas e Operações Aeroportuárias da SOP, coronel Claudio Sampaio, a próxima meta para o Aeroporto de Jericoacoara é obter a certificação de internacionalização, para que comece a poder operar ligação com outros países. Esse terminal regional recebe voos regulares de Recife (PE), Campinas (SP) e Belo Horizonte (MG) operados pela companhia Azul. Pela Gol, chegam aviões vindos de Guarulhos e Congonhas, ambos de São Paulo.

Além disso, o Ceará, com o hub aéreo, é um dos principais centros de conexão de voos do Brasil com o exterior. “O transporte aéreo é um fator que desenvolve social e economicamente todas as regiões do interior do Estado, principalmente onde estes equipamentos estão localizados”, ressalta Sampaio. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)