CASO DE POLÍCIA

Agressão de empresário a funcionária grávida em restaurante é investigada e Polícia pede imagens

O Le Cusinier publicou em nota que todas as medidas legais foram tomadas para garantir a segurança e a integridade de todos os funcionários. O homem apontado como autor da agressão é chef de cozinha e dono de outros estabelecimentos. Ele estava no local como cliente

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) irá investigar denúncias de agressão que um empresário teria cometido contra funcionários e uma atendente grávida em restaurante na noite da última sexta-feira, 1º, em Fortaleza. O empresário e chef cearense Rodrigo Viriato é apontado como suspeito de ser autor das agressões. Ele é dono de outros restaurantes e estava no local das supostas agressões como cliente.

A Polícia irá notificar o empresário e irá solicitar as imagens das câmeras de segurança do restaurante Le Cuisinier, onde ocorreram os atos de violência denunciados.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado ainda na madrugada do último sábado, 2. Depois, as vítimas foram encaminhadas para prestar esclarecimentos e realizar exames na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). A agressão foi denunciada por funcionários do restaurante Le Cuisinier.

Em nota publicada na noite dessa segunda-feira, 4, a diretoria do restaurante Le Cusinier, localizado no bairro Parque Manibura, pronunciou-se repudiando as ações e explicou que todas as medidas legais foram tomadas para proteger os direitos e a integridade de todos os funcionários.

O POVO procurou o empresário Rodrigo Viriato por telefone desde segunda-feira, mas nenhuma das ligações foi atendida (O Povo - é parceiro de oxereta.com)