SÉRIE A

Zagueiro do Ceará admite preocupação com a arbitragem na reta final do Brasileirão

Tiago Alves teme que o Vovô seja prejudicado por estar brigando com outras três grandes forças do futebol nacional.

Cearasc.com/Divulgação
Tiago Alves diz que Ceará precisa fazer sua parte e resolver sua situação no Campeonato o quanto antes.

Focado no objetivo de escapar do rebaixamento para a Série B do Brasileiro, o Ceará luta, de forma mais acirrada, com três concorrentes diretos: Fluminense, Cruzeiro e Botafogo. Esse cenário, que envolve três grandes equipes do cenário nacional, gera preocupações em Porangabuçu. É o que admite o zagueiro Tiago Alves. Ao ser questionado se, nessa reta final de Campeonato, a arbitragem pode tende a favorecer os clubes do eixo sudeste em detrimento de uma equipe de menor peso no País, o defensor não escondeu que esse assunto o preocupa.

"Acho que a arbitragem pesa um pouco. A gente sabe que, infelizmente, algumas arbitragens já nos atrapalharam. Nesse último jogo, que teve o gol anulado do Chico, a meu ver e vi em alguns programas de TV, que a comissão de arbitragem admitiu o erro, que não foi irregular. Não nos daria a vitória, mas começar vencendo a partida contra a Chapecoense, creio que facilitaria esse jogo pra nós. Foi anulado e foi um gol legal. Essa questão de arbitragem, de VAR, nos preocupa um pouco. Brigar contra um Cruzeiro. Olhando aqui para a nossa tabela, vendo o nosso último jogo, tem Botafogo x Ceará, lá no Rio de Janeiro. Isso nos preocupa um pouco. Lutar contra arbitragem lutar contra o adversário e lutar contra qualquer dificuldade que nos for imposta. Ou seja, temos que fazer a nossa parte o quanto antes para depender de arbitragem. Temos que fazer a nossa parte em campo para conseguimos a pontuação necessária e terminarmos o ano bem", analisou o atleta.

Tiago Alves reforçou ainda o quanto é difícil um clube nordestinos lutar contra fatores que vão além das quatro linhas. "Vimos agora essa informação de que teria um jogador irregular no Vasco. Quase ninguém (na mídia nacional) falou. Se fosse um jogador do Ceará ou do CSA, por exemplo, estaria todo mundo batendo forte, em cima. São dois pesos e duas medidas", queixou-se.

O Ceará volta a campo no domingo para enfrentar o São Paulo, em jogo marcado para as 19h, na Arena Castelão. A partida é válida pela 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro é o 15º colocado, com 36 pontos, e tem um ponto a mais que o Cruzeiro (16º colocado) e Fluminense (o 17º).  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)