CINEMA

Inferninho é eleito o melhor longa-metragem cearense de 2019 pela Aceccine

Participantes da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine) escolheram um filme para cinco categorias

Divulgação
"Inferninho", de Guto Parente e Pedro Diógenes

A Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine) elegeu os cinco melhores filmes de 2019, entre curtas, médias e longas-metragens. A escolha foi feita a partir da votação entre os 26 membros da associação. Para a seleção das produções, foram considerados os filmes lançados no circuito comercial no Ceará durante o ano de 2019.

Para a análise e decisão, foram consideradas cinco categorias: Melhor Longa-metragem Cearense; Melhor Longa-metragem Brasileiro; Melhor Longa-metragem Estrangeiro; Melhor Curta/Média-metragem Cearense; e Melhor Curta/Média-metragem Brasileiro.

De acordo com o jornalista Diego Benevides, presidente da associação, os escolhidos da premiação refletem um resultado democrático de um ano conturbado, embora rico, de produções cinematográficas. “É um prêmio simbólico, assim como acontece em outras entidades de críticos de cinema, que traz à superfície um recorte da produção de um período que foi tão farto para o cinema brasileiro, quanto dramático devido às ameaças federais de desmonte”, ressalta o presidente, que há quatro anos integra a associação. Confira os vídeos na TV XERETA.  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)



Confira os resultados:


Melhor Longa-metragem Cearense:
“Inferninho”, de Guto Parente e Pedro Diógenes


Melhor Longa-metragem Brasileiro:
“A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz


Melhor Longa-metragem Estrangeiro:
“Parasita” (Coreia do Sul), de Bong Joon-ho


Melhor Curta/Média-metragem Cearense:
“Pop Ritual”, de Mozart Freire


Melhor Curta/Média-metragem Brasileiro:
“Marie” (PE), de Leo Tabosa