CEARÁ

Projeção de faturamento com novo programa de sócios é de R$ 2 milhões por mês

Tatiana Fortes/ O POVO
Torcida do Ceará deve comparecer em bom número contra o Vasco.

Um faturamento de cerca de R$ 25 milhões por ano - após a consolidação do novo programa - é o que espera a nova gestão do Ceará quando o assunto é sócio torcedor. Responsável direto pela implementação que começou em 2020 e foi lançada oficialmente faz uma semana, Bruno Dias, que conversou com a coluna, considera que os 10.298 inscritos até agora, adimplentes, representam uma marca muito expressiva. O objetivo é chegar aos 32 mil sócios até o final de julho deste ano.

Revigorado, o programa de sócios segue em fase de migração. Ainda há na base cerca de oito mil sócios ativos com pagamento em dia que precisam migrar para um dos seis planos disponíveis lançados recentemente. Para tanto, um Feirão nas lojas está sendo realizado.

A próxima fase é o Clube de Vantagens e Parceiros, bastante relevante quando se pensa em retenção dos sócios independente do momento do time em campo -será lançada no mês que vem com 400 parceiros nacionais que vão oferecer produtos com descontos variados.

O check-in também está funcionando. Para Ceará x Bahia, partida do próximo sábado pela quarta rodada da Copa do Nordeste, o torcedor já precisa avisar do comparecimento, mas se não fizer ainda não estará impedido de entrar no Castelão. Haverá um tempo de carência para que a cultura fique estabelecida.  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)