PLACA MERCOSUL

Em dois dias, 537 veículos receberam nova placa do Mercosul no Ceará

Cerca de 128 unidades do Detran estão atendendo as demandas em todo o Ceará. Para trocar, veículo precisa estar dentro de quesitos de obrigatoriedade. Troca espontânea só começará a partir de março

Agência Brasil
Cerca de 128 unidades do Detran estão atendendo as demandas em todo o Ceará. Para trocar, veículo precisa estar dentro de quesitos de obrigatoriedade. Troca espontânea só começará a partir de março P

Pelo menos 537 veículos em todo o Ceará receberam a nova placa do Mercosul em dois dias de atendimento nos postos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A atualização teve início na última segunda-feira, 3, data limite para que o Estado aderisse ao formato.

Uma instabilidade no sistema do Detran foi percebida ainda nas primeiras horas da segunda, mas tudo está normalizado, garante George Valentim, diretor da Diretoria de Registro de Veículos do Detran. Ele também alerta que as placas a serem atualizadas devem se enquadrar em situações de obrigatoriedade.

Conforme George, veículos que se encaixam nas situações abaixo devem trocar a placa com urgência:

> emplacamento de novos veículos;
> mudanças de categoria (passar de particular para aluguel, por exemplo);
> mudanças de jurisdição (alteração de estado ou município);
> problemas na placa anterior por conta de roubo, furto ou extravio.

“É muito importante ressaltar para a população que a troca espontânea, daquele cidadão que não se enquadra em nenhuma das hipóteses obrigatórias, só estará disponível dia 02 de março”, alerta o diretor. Segundo ele, a maioria das inconsistências que ocorreram nos dois primeiros dias de atendimento foi por essa falta de informação com relação à troca espontânea.

Hoje, 128 unidades do Detran atendem em todo o Ceará. Em Fortaleza, são oito postos do órgão. No Detran, o proprietário deverá registrar, vistoriar e pagar as taxas de mudança de placa. A colocação das placa Mercosul não acontecem no órgão, mas em estampadoras credenciadas em editais.

“No Detran, você recebe documento e autorização para procurar qualquer uma das sete estampadoras credenciadas. Os fabricantes de placa foram credenciados pelo Governo Federal”, explica George Valentim.

Ainda segundo o diretor, a nova placa Mercosul traz mais segurança ao proprietário do veículo. Ela vem com um Qr Code, que é um código de barras do veículo contendo todas as informações dele. “Isso facilita a fiscalização e dificulta clonagem ou falsificação”, coloca.

A Mercosul é uma placa padrão de fundo branco, faixa azul, que não contém mais identificação do município ou do Estado, somente identificação da bandeira do Brasil, o símbolo do Mercosul e o Qr Code.

O Brasil está se integrando só agora com a nova placa, mas outros países do Mercosul como Argentina, Paraguai e Uruguai já implementaram. Além de segurança, conforme George, a placa vai permitir integração entre os países.

A determinação por esse formato foi feita pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), órgão vinculado ao Governo Federal. Desde 2018, alguns estados vêm implantando gradativamente. (O Povo - é parceiro de oxereta.com - com informações de Jefferson Sales)