ELEIÇÕES 2020

PDT de Sobral lança Ivo Gomes como candidato à reeleição

O prefeito e a vice Christianne Coelho (PT) repetem chapa para disputa à reeleição no município

Reprodução
IVO tentará reeleição mantendo Christianne Coelho como vice

O PDT de Sobral homologou na noite desta sexta-feira, 11, durante convenção do partido, a candidatura a prefeito de Ivo Gomes à reeleição no município. A vice continua sendo a petista Christianne Coelho, decisão que sela a manutenção da aliança entre PDT e PT no município. Agora, ambos concorrem novamente juntos na disputa municipal de novembro.

O evento foi realizado de modo presencial com os delegados, candidatos e dirigentes partidários - com a presença do vice-presidente do PDT Ciro Gomes, a vice-governadora do Ceará, Izolda Cela e o deputado federal Leônidas Cristino - e remotamente com os demais filiados. A chapa é formada pela aliança de 11 partidos: PDT, PT, PSB, PL, PP, PTB, Cidadania, PSDB, DEM, PSB e PCdoB e lançou um total de 89 candidatos a vereador, sendo 32 do PDT.

Após anunciar agradecimento aos apoiadores presentes, Ivo Gomes pediu para que a população colabore na constituição de um Legislativo que atue “politicamente contra o obscurantismo e aqueles que tentam trazer de volta o país a idade média”. “Não sou o candidato para continuar o que já fiz. Os grandes compromissos centrais que assumi estão conclusos ou perto de serem concluídos. Me apresento para ser candidato para um novo tempo para Sobral e para realizar ações após o grande aprendizado que foi 2020” apontou.

O atual gestor pediu minuto de silêncio para os 305 sobralenses mortos pela Covid-19 no município.“Não sei como vai ser essa campanha ainda, mas essas são as regras e normas e eu serei a última pessoa desse município a dar mau exemplo. Nós vamos ter que nos virar para levar a mensagem de renovação e de mudanças,” concluiu.

A vice Christianne Coelho também lembrou dos impactos da crise da Covid-19 para o pleito e pediu a eleição de gestores que tenham como compromisso com a “visão social de fazer uma política ampla, plural e que olha para todas as pessoas e para as pessoas que mais precisam”.

Ciro ressaltou que o pleito acontecerá durante a “pior crise social e economia da história brasileira”. “A pandemia só veio revelar a crueldade onde cinco pessoas concentram a riqueza equivalente com o que 110 milhões de brasileiros têm para sobreviver” afirmou. Para o ex-governador, o partido não “fará campanha contra ninguém” e respeitará os adversários. “Vamos arranjar um jeito de descer nos lares do povo sobralense para fazer uma pergunta simples: o que nós podemos fazer melhor do que já fizemos?”, acrescentou.

A convenção, segundo Leônidas Cristino, além de respeitar os regramentos sanitários estabelecidos, marca uma “campanha limpa e tranquila” e que “dará condições para as pessoas participarem”, mas com distanciamento e demais condições que evitem contágios do novo coronavírus. “Pelas mídias sociais vamos entrar para mostrar o que queremos para Sobral e melhorar a vida do povo sobralense”, disse.

Um fato que chamou a atenção na convenção do PDT em Sobral foi o senador Tasso Jereissati (PSDB) gravar e enviar vídeo em defesa ao candidato pedetista. “Sua reeleição vai fazer parte de uma obrigação de todos aqueles que gostam de Sobral para que seu trabalho continue” disse. No mesmo formato, também sinalizaram apoio à candidatura o senador Cid Gomes (PDT) e o governador do Ceará Camilo Santana (PT). “Hoje é um dia especial para a democracia. Quero reiterar meu compromisso com a cidade de Sobral e com seu povo e desejar todo sucesso para essa nova empreitada”, disse o chefe do Executivo estadual.(O Povo - é parceiro de oxereta.com)