BREJO SANTO

Maus-tratos contra animais na cidade de Brejo Santo

Na última quinta-feira (17), o fotógrafo e ativista da causa animal, Glauber Oliveira, da ONG Vida de Cachorro, denunciou em sua rede social, maus tratos e abandono sofrido por animais, no canil do município de Brejo Santo. Ele foi ao local, assim que recebeu informações sobre ocorrido, no entanto, por não ter conseguido acesso, voltou na manhã seguinte e resgatou um cachorro que ainda estava vivo, levando-o em seguida ao veterinário. Além de ter registrado e compartilhado imagens de um animal morto.

Glauber relatou ainda, que foi essa uma das piores cenas que já vivenciou, e fez um apelo para que as pessoas denunciem casos de abandono e maus-tratos.

NOTAS

A prefeita do município, Dra. Teresa Landim, afirmou está indignada, "tenho animais em casa e não tolero e não compactuo com esse tipo de absurdo. Estamos tristes, indignados com esse caso. Já determinei uma apuração rigorosa dos fatos e a tomada das medidas necessárias."

A secretária de saúde do município, Glaise Feijó, em nota de esclarecimento, disse: “lamentamos com profunda indignação os fatos noticiados no último dia 17 de setembro. A administração municipal não compactua com quaisquer atos de maus tratos. O caso está sendo devidamente apurado para que, caso aja comprovação de envolvimento, possamos responsabilizar os agentes envolvidos, através de processo administrativo disciplinar”.

O deputado estadual Guilherme Landim, também se pronunciou em suas redes sociais afirmando: "recebemos com indignação as informações de maus tratos a animais ocorridas em Brejo Santo. Contactamos as autoridades policiais e municipais para que os fatos sejam apurados e os responsáveis punidos. Não podemos aceitar tamanha crueldade." Landim é autor do Projeto de Lei n°149/1de 9 de maio de 2019 que solicita a criação de uma unidade do centro de Zoonoses e Castração em cada microrregião administrativa do Ceará.

VIDA DE CACHORRO

O projeto vida de cachorro é uma Organização Não Governamental que já salvou mais de 2000 animais no estado do Ceará, e se mantém por meio de doações. Os interessados podem fazer suas doações no Banco do Brasil Ag: 0640-8 - Conta Corrente: 16495-X, tendo como titular Glauber L. Oliveira.

Também é possível ajudar através do link no site vakinha para a construção de uma espaço próprio para animais.

CRIME

As denúncias de maus tratos contra os animais subiram durante a quarentena, o número teve um aumento de 195% no primeiro semestre de 2020 no Ceará.

Os dados são referentes a procedimentos registrados no Art. 32 da Lei 9.605, na Capital, e enviados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, “Art. 32 -Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

§ 1º. Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

§ 2º. “A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.”

*Da redação do Blog do Farias Júnior com pesquisa de Victória Ellen.  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)