REIVINDICAÇÃO

Professores aprovados em concurso da Seduc de 2018 reivindicam convocação em ato nesta quinta

Ato ocorreu em frente à Assembleia Legislativa e seguiu até a Praça da Imprensa. Segundo a Apeoc, os professores aguardam a convocação há dois anos

Arquivo Pessoal/Lidiane Pereira
Ato aconteceu nesta quinta-feira, 15

Neste Dia do Professor, os profissionais aprovados em concurso da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) realizaram ato nesta quinta-feira, 15, reivindicando datas de convocação para 2.500 aprovados em último concurso da pasta, de 2018. O ato ocorreu em frente à Assembleia Legislativa e seguiu até a Praça da Imprensa. A mobilização tem participação de candidatos ao Paço, como Paula Colares, Renato Roseno e Anizio Melo, e do Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc).

Segundo o sindicato, os profissionais aguardam a convocação para trabalho há quase dois anos do concurso, realizado em 2018. Ao todo, foram ofertadas 2.500 vagas entre diversas disciplinas como Artes, Biologia, Filosofia, História, Física, Espanhol e Inglês.

Uma primeira convocação foi realizada ainda em 2019, com 500 professores, mas os profissionais apontam para uma demora na homologação do concurso, além de uma data apenas para esses professores de retorno: janeiro de 2021.

Felipe Vladson é formado em História pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e é um dos aprovados para a vaga. Entretanto, desde então aguarda ser chamado pela pasta. "Assim como muitos outros, fiz o concurso com a esperança do primeiro emprego. E viemos de família pobre, muita gente espera, fica na expectativa", conta ao O POVO. "Mas iniciou o processo de estagnação, veio a pandemia... e estou sobrevivendo de bicos". O professor vem dando aula de reforço escolar e tendo da prática sua única forma de renda.

Para mobilizar e chamar a atenção dos professores, Vladson faz parte da comissão de aprovados na Apeoc. O intuito é convocar todos os aprovados e estabelecer uma data para convocação geral de todos os aprovados. "Já nos reunimos com a Eliana [Estrela, titular da pasta], com deputados. Mas nunca saiu desses 500", explica.

O que diz o Governo

Em nota, a Seduc informou que o concurso de 2.500 vagas para professor foi homologado em dezembro de 2019 para convocação de 500 vagas em agosto deste ano. No entanto, o cronograma foi suspenso devido o estado de calamidade pública declarado pelo Decreto Legislativo nº 543, no dia 3 de abril deste ano.

A pasta destaca ainda que a primeira convocação ficou prevista para janeiro de 2021, após reunião entre Governo do Estado e Apeoc, realizada no dia 31 de julho deste ano. Ainda assim, a convocação fica condicionada ao fim do estado de Calamidade pública.

Uma segunda convocação será estudada a partir de março de 2021, "diante do cenário econômico e observando o disciplinado na Lei de Responsabilidade Fiscal quanto aos limites com gastos de pessoal a quantidade de convocados". A Seduc ressaltou que todos os concursos públicos para os profissionais na rede pública estadual de ensino realizados nos últimos 20 anos foram cumpridos da forma prevista, com todos os classificados e classificáveis convocados dentro da vigência.(O Povo - é parceiro de oxereta.com)