RESTITUIÇÃO

Confira como consultar o quarto lote de restituições do Imposto de Renda 2020 e o que fazer se o valor não estiver creditado

O contribuinte poderá sacar o dinheiro a partir de 31 de agosto na conta indicada para o ajuste anual

Marcelo Camargo/Agência Brasil
O lote já está disponível para consulta no site da Receita Federal

Receita Federal liberou nesta segunda-feira, 24, a consulta ao quarto e penúltimo lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020 (ano-base 2019). Para verificar se está na leva de devoluções, o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal ou o aplicativo Pessoa Física.

São contemplados 4.479.172 contribuintes que transmitiram suas declarações até 18 de junho, sem pendências ou incorreções. A partir do dia 31 de agosto, eles poderão sacar um montante de R$ 5,7 bilhões. O dinheiro será depositado na conta indicada na declaração de ajuste anual.

Confira o passo a passo de como consultar se está na lista:

-Acesse o site da Receita Federal e informe CPF, data de nascimento e ano de exercício 2020. Digite os caracteres da imagem e aperte "Avançar".

- Se o contribuinte estiver no quarto lote, aparecerá a mensagem "Situação da restituição: creditada". O sistema informará ainda os dados da conta cadastrada para o recebimento, em 31 de agosto.

- Caso o contribuinte ainda não esteja neste lote, aparecerá a mensagem "Processada - em fila de restituição". Nesse caso, a restituição será na próxima leva.

- Caso a declaração não tenha sido processada, o contribuinte deverá entrar na página da Receita Federal. No Portal e-CAC, será possível acessar o serviço "Meu Imposto de Renda". Após o cadastro, é possível verificar a situação do processamento da Declaração do Imposto de Renda sobre a Pessoa Física, quanto à existência de eventuais pendências, imprimir Darf para pagamento de quotas, débitos em atraso, obter informações sobre a restituição do IRPF, obter a 2ª via do recibo de entrega de declarações, entre outras ações.

Se não estiver creditada na conta:

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. (O Povo - é pareiro de oxereta.com)