INDENIZAÇÃO

Réu absolvido de crime de racismo contra Maju Coutinho pede indenização de R$ 782 mil à Globo

Kaique foi absolvido por insuficiência de provas, e pede reparação pela exposição de sua imagem

Reprodução/Globo
Em março deste ano, a Justiça condenou dois dos quatro réus pelos crimes de racismo e injúria racial contra a jornalista Maju Coutinho

Kaique Batista, réu absolvido de crime de racismo contra a jornalista Maria Júlia (Maju), pede indenização à Globo por danos morais e materiais. Na ação, Kaique pede R$ 782.210,51 como reparação pela exposição de sua imagem no caso. Ele cita reportagem apresentada no Jornal Nacional em dezembro de 2015, que mostra o momento que é levado para depor no Ministério Público. A filmagem acompanhou a apreensão de computadores e celulares em sua casa. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, do Folha de S. Paulo..

"[Os acusados] fizeram com que ele fosse execrado pela opinião pública, sua casa foi apedrejada, para não morrer teve que mudar de casa, e pagar aluguel, desempregado, e com problemas psicológicos, sofreu tudo o que não devia ter ocorrido, e diante disso, se espera que seja feita justiça", afirma a ação, assinada pelo advogado Angelo Carbone.

Em março deste ano, a Justiça condenou dois dos quatro réus pelos crimes de racismo e injúria racial contra a jornalista Maju Coutinho. Kaique foi absolvido por insuficiência de provas. Conforme a acusação, eles acessaram a página da emissora e praticaram injúria contra a jornalista, se referindo a sua raça e cor; e induziram três menores a participarem do crime. O departamento de comunicação da Globo disse à coluna de Mônica Bergamo que não comenta assuntos que estão em julgamento. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)