ELEIÇÃO 2022

Haddad aceita convite de Lula para ser candidato a presidente em 2022

Em 2018, o ex-ministro da Educação de 2005 a 2012 participou da disputa presidencial e recebeu 44,87% dos votos. Os dois devem começar a viajar pelo Brasil em breve

JOEL SAGET / AFP
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já teria dado o aval para a nova candidatura de Fernando Haddad (à esquerda) à presidência da República em 2022

O candidato a presidente em 2018, Fernando Haddad (PT), deve pleitear o cargo novamente em 2022. Ele revelou que, diante das incertezas sobre os direitos políticos de Lula (PT), foi orientado a rodar o país se apresentando como pré-candidato do PT à Presidência da República. Os petistas se reuniram no último sábado, 30, e avaliaram que não é possível esperar o julgamento de Lula da suspeição do ex-juiz Sergio Moro.

"Ele me pediu para colocar o bloco na rua e eu aceitei", afirmou Haddad ao O Globo. Em 2018, o petista disputou o 2º turno das eleições presidenciais com o atual presidente presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que obteve 55,13% dos votos válidos. Lula está inelegível atualmente, mas ainda pode ser o candidato do PT em 2022.

O ex-presidente não pode disputar eleições devidos as condenações na Lava-Jato nos casos do tríplex e do sítio de Atibaia. Nos próximos meses, o Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nos próximos meses se Moro foi parcial nos processos contra o ex-presidente, como alega a sua defesa. Se as condenações forem anuladas, Lula fica livre para disputar eleições.  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)