PARACURU

Paracuru terá barreiras sanitárias, proibição de paredões e de bebida alcoólica no Carnaval

Medidas foram publicadas em decreto municipal e acontecem em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Ideia é passar sensação da normalidade comum à crise na saúde, com necessidade de evitar aglomerações

Matheus Facundo/O POVO
O Carnaval de Paracuru é tradicionalmente um dos mais procurados do Estado. Na foto: Mesmo com carnaval oficial cancelado, foliões lotam praça principal de Paracuru em 2020

O município de Paracuru, no Litoral Oeste do Ceará, está se mobilizando para conter aglomerações durante o Carnaval deste ano. Polo tradicional dos festejos no Estado, a cidade investirá em barreiras sanitárias, na proibição de paredões e caixinhas de som em espaços públicos da localidade e na restrição do consumo de bebida alcoólica apenas em espaços privados da cidade.

Em caso de descumprimento das medidas relacionadas à poluição sonora, a administração municipal aplicará multa de R$ 5 mil e R$ 50 mil para pessoas físicas e jurídicas, respectivamente. Qualquer tipo de festa também estão proibidas, seja em estabelecimentos comerciais — como restaurantes e barracas de praia — ou em residências.

A partir desta quarta-feira, 10, até o próximo dia 17, só será permitida a entrada de moradores, prestadores de serviço e pessoas que tenham hospedagem comprovada no município. As barreiras serão instaladas na entrada principal, que fica na CE-341, na rotatória do posto da Polícia Rodoviária Estadual; na barragem do rio Siupé, distrito de Muriti e na localidade de Poço Doce.

O procurador-geral de Paracuru, Guerreiro Neto, disse que a intenção da administração é passar a sensação de que os dias que seriam de festa obedecem à normalidade exigida pela pandemia. “Hoje temos que nos restringir para depois poder comemorar. Pedimos que as pessoas atendam às determinações, porque esse é um decreto para dar preservação de vidas”, enfatiza.

Guerreiro ainda promete que depois da pandemia a prefeitura fará um investimento no setor turístico, com valorização do potencial da Cidade. Ele defende que há um diálogo estreito entre a prefeitura e o setor, que compreende a situação. “Não há lados opostos, estamos todos juntos pela vida”.

Durante os dias de Carnaval, o procurador-geral promete intensar fiscalização, com articulação de todas as regionais e reforço do efetivo da Polícia Militar. Deve haver ainda um tele-denúncias para que a população ajude a coibir ações que descumpram o decreto.

A administração atua ainda com uma campanha de conscientização divulgada nas redes sociais, intitulada “Primeiro a gente vacina, depois a gente comemora”. Participaram voluntariamente da ação personalidades conhecidas do Estado, como o sanfoneiro Waldonys e o jogador do Fortaleza, Bruno Melo, natural de Paracuru.

Programação oficial da Prefeitura não aconteceu no Carnaval de 2020 em Paracuru

Em 2020, a Prefeitura de Paracuru cancelou a programação oficial de Carnaval para garantir a segurança da população. Apenas duas atrações foram mantidas no período: um espaço infantil na praça da cidade e blitze educativas, que farão distribuição de preservativos.

A situação aconteceu no contexto do motim de policiais militares, quando um efetivo da PM que faria a segurança da festa não foi confirmado a tempo. “Esperamos até a manhã de hoje (21/02/2020), mas eu não seria tão irresponsável para fazer um evento de grande porte aqui em Paracuru”, justificou o então prefeito Eliabe Albuquerque ao O POVO. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)