ITAPIPOCA

Mulher suspeita de torturar e matar filho é autuada em flagrante no Ceará

A mulher relatou que o filho teria levado uma queda, resultando nos ferimentos e no óbito. Porém, a PCCE apurou que as marcas encontradas na criança não eram compatíveis com marcas provocadas por uma queda

Uma mulher foi presa em flagrante nesta quarta-feira, 3, pela Delegacia Regional de Itapipoca da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), após torturar e matar o próprio filho, de oito anos. A investigada, identificada como Carla Valeska da Silva Costa, de 28 anos, levou a vítima já sem vida para uma unidade hospitalar de Itapipoca nessa terça-feira, 2, quando a Polícia Civil foi acionada sobre uma criança falecida com diversas lesões pelo corpo.

A investigação teve início ainda ontem. A mulher relatou que o filho teria levado uma queda, resultando nos ferimentos e no óbito. Porém, a PCCE apurou que as marcas encontradas na criança não eram compatíveis com marcas provocadas por uma queda. Além disso, os policiais civis descobriram um histórico de agressões contra a criança, que estava sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar do município.

Carla foi autuada em flagrante por tortura que resultou em morte. Segundo a PCCE, a mulher afirmou que o filho tinha um comportamento difícil. O caso segue sob investigação, na espera pelo laudo cadavérico para concluir o inquérito policial. Os outros dois filhos da suspeita foram entregues a familiares paternos das crianças.(O Povo - é parceiro de oxereta.com)