SOLIDARIEDADE

Sarto presta solidariedade a Ciro Gomes, alvo de inquérito após críticas a Bolsonaro

"É hora de empregar as energias no combate a essa terrível doença e suas consequências, em vez de perseguir adversários e tentar silenciar críticas", afirmou o prefeito

Aurélio Alves - O Povo
Sarto afirma que deve transformar ala da pediatria do IJF em enfermaria para Covid-19

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT) manifestou sua solidariedade ao ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), alvo de inquérito Polícia Federal (PF) por ter feito críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Este é o momento mais grave da pandemia do coronavírus em nosso País. É hora de empregar as energias no combate a essa terrível doença e suas consequências, em vez de perseguir adversários e tentar silenciar críticas", afirmou o prefeito.

Ciro tornou-se alvo de inquérito da PF por críticas feitas a Bolsonaro durante entrevista à emissora de rádio de Sobral. O inquérito foi assinado por Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, André Mendonça. A base utilizada foi o artigo 145 do Código Penal, que sinaliza crime contra a honra. Mais cedo, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), também se manifestou sobre o caso. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)