SÉRIE A

Vojvoda vê "erros pontuais" e lamenta gols anulados em derrota do Fortaleza

Treinador do Tricolor admite atuação ruim no início da partida contra o Atlético-GO, reconhece falhas em revés por 3 a 0 e evita criticar decisões da arbitragem

Aurelio Alves/ O POVO
Juan Pablo Vojvoda concedeu entrevista após a derrota para o Atlético-GO, pela Série A

Em entrevista coletiva após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-GO, neste sábado, 2, na Arena Castelão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Juan Pablo Vojvoda reconheceu o desempenho abaixo da média do Fortaleza, lamentou as falhas nos gols sofridos e falou sobre os dois tentos anulados pela arbitragem por impedimento.

O Tricolor sofreu o primeiro golpe ainda na primeira etapa, com gol contra de Felipe. Wellington Paulista e Bruno Melo balançaram as redes, mas os lances foram anulados após revisão do VAR. O Dragão aproveitou a reta final do confronto para ampliar o placar com Baralhas e Brian Montenegro.

"Perde em erros pontuais, também perde pelo primeiro tempo, os primeiros minutos não foram bons. Quando o time não joga bem, não tem o jogo associado que esse time tem que ter, nós necessitamos da inteligência para saber sustentar o momento ruim da equipe. Hoje (sábado) não pudemos e quando estivemos bem e conseguimos gol, a arbitragem não validou. Mas esse é o futebol atual", pontuou o comandante argentino.

"Os primeiros minutos não foram bons da parte do nosso time. Não tivemos o controle de bola nos primeiros minutos, o adversário conseguiu o gol de vantagem através de um erro nosso. Isso acontece no futebol, nós convivemos com erros. Tivemos um gol anulado, o adversário controlou bem nossas poucas opções, não conseguimos gerar opções claras de gol. No segundo tempo, o time começou muito bem, conseguimos o gol, que muitas vezes ajuda no ânimo, a começar novamente, mas foi outra vez anulado pelo VAR. O adversário consegue outro gol na primeira chegada à trave e nos deixa sem nada nessa partida", analisou.

No primeiro tempo, Wellington Paulista aproveitou desvio de cabeça de Marcelo Benevenuto, em cobrança de escanteio, e mergulhou na pequena área para desviar e marcar. O árbitro de vídeo apontou posição irregular do centroavante após o desvio do zagueiro. Na segunda etapa, Bruno Melo foi quem anotou o gol, mas o lance foi checado e considerou novo impedimento do camisa 9 em disputa com Willian Maranhão na jogada.

"Conseguimos dois gols, o VAR chama a arbitragem e em nenhum dos dois gols o bandeirinha certificou ou acreditou em impedimento. O VAR chegou e confirmou impedimento. Eu tenho que ver e analisar o segundo gol, é muito fino o olho do VAR nessa situação. Eu vejo muito futebol internacional e essa regra muitas vezes é trocada. Sempre tem que beneficiar quem quer conseguir gols. Se você começar a botar lupa muita fina... Bom, mas não quero falar. A arbitragem pode se equivocar, como fazemos todos. Não sei se ele se equivocou ou não. Logo ele analisará também sua situação", disse Vojvoda.

Com o revés, o Leão segue com 36 pontos e chegou ao quarto jogo consecutivo sem vencer dentro de casa na competição. O próximo compromisso será diante do Fluminense-RJ, quarta-feira, 6, às 21h30min, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 24ª rodada do Brasileirão. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)