CASA VERDE E AMARELA

Financiamento da casa própria em Fortaleza muda para até R$ 209 mil pelo Casa Verde Amarela

Para outras regiões do Brasil, o teto ficou em R$ 264 mil. Resolução publicada nesta quarta-feira, 15, ainda traz o desconto máximo no valor final de um imóvel, que chega a R$ 32.750 para famílias com renda de até R$ 1.450

Evilázio Bezerra/O POVO
O programa até então estava parado por falta de subsídios

O valor máximo do financiamento da casa própria para Fortaleza será de R$ 209 mil pelo Casa Verde Amarela. O programa é o substituto do Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

O novo teto foi aprovado pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e publicado nesta quarta-feira, 15. Mas para outras regiões do Brasil o limite supera o previsto para a capital cearense, chegando a R$ 264 mil.

O aumento dos valores em até 15% no País atende pedido do setor da construção civil. Isso porque o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta superior a 17% nos últimos 12 meses, aumentando a inflação do setor e consequentemente o custo de produção.

As novas regras de financiamento da casa própria foram definidas pelo número de habitantes em cada cidade.

Com isso, o reajuste para localidades com 50.000 a 100 mil habitantes foi de 15% do valor, ou seja, tiveram o aumento máximo. Para todas as outras, o reajuste foi de 10%.

Além disso, a resolução estipula também o desconto máximo no valor final do imóvel. Com isso, o teto do abatimento é de R$ 32.750 para famílias com renda de até R$ 1.450.

O valor mínimo, por outro lado, é de R$ 1.900. Esse desconto é aplicado para famílias com renda a partir de R$ 3.350. Confira o VT na TV XERETA logo abaixo. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)



Veja os novos valores máximos para financiamento por localidade


1. Capitais metrópoles

DF, RJ e SP: R$ 264 mil

ES, MG, PR, RS e SC: R$ 236,5 mil


Demais locais (inclusive Fortaleza): R$ 209 mil


2. Demais capitais e cidades com mais de 100 mil habitantes das Regiões Metropolitanas das capitais estaduais, de Campinas/SP, da Baixada Santista e das Regiões Integradas de Desenvolvimento

DF, RJ e SP: R$ 253 mil

ES, MG, PR, RS e SC: R$ 209 mil

Demais locais: R$ 198 mil


3. Cidades com população maior ou igual a 100 mil habitantes e capitais regionais com menos de 250 mil habitantes

DF, RJ e SP: R$ 198 mil

ES, MG, PR, RS e SC: R$ 187 mil

Demais locais: R$ 181,5 mil


4. Cidades com população maior ou igual a 50.000 habitantes e menor que 100 mil habitantes

DF, RJ e SP: R$ 166,7 mil

ES, MG, PR, RS e SC: R$ 161 mil

Demais locais: R$ 155,2 mil


5. Cidades com população maior ou igual a 20.000 habitantes e menor que 50.000 habitantes

DF, RJ e SP: R$ 159,5 mil

ES, MG, PR, RS e SC: R$ 154 mil

Demais locais: R$ 148,5 mil


6. Demais cidades

DF, RJ e SP: R$ 145 mil

ES, MG, PR, RS e SC: R$ 140 mil

Demais locais: R$ 135 mil