ECONOMIA

Araraquara prevê incentivos para cervejaria investir R$ 530 milhões

A empresa espanhola Estrella Galícia quer construir sua primeira unidade no Brasil em Araraquara

A Prefeitura de Araraquara entregou à Câmara, nesta quinta-feira (30), um projeto de lei para viabilizar a vinda da cervejaria Estrella Galícia. Inicialmente, os espanhóis podem investir mais de R$ 530 milhões na construção de sua 1ª unidade no Brasil.

Há quatro meses a cidade discute com a cervejaria os termos para a instalação de sua fábrica na Morada do Sol. De lá para cá foram feitas diferentes análises, inclusive da qualidade da água. Com a instalação, em 2024, devem ser envazados 72 milhões de litros de cerveja, podendo chegar a até 300 milhões.

Entre os diferentes pontos previstos na lei que será analisada pela Câmara Municipal estão a isenção total de Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), por 20 anos; Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) por 15 anos e outras taxas municipais relacionadas a construção.

Caso a lei seja aprovada pela Câmara, também serão oferecidos à empresa a isenção total da taxa de poder de polícia, além da redução para 2% da alíquota do ISSQN incidente sobre as atividades desenvolvidas pela cervejaria em Araraquara.

"Precisamos enviar o projeto de lei para a Câmara garantindo alguns incentivos para que a fábrica se instale em Araraquara. São incentivos plenamente justificáveis perto do investimento que a unidade vai fazer, no total de US$ 2 bilhões, o que significa o maior investimento privado da história de Araraquara", afirmou o prefeito Edinho Silva (PT).

Edinho Silva entregou PL com incentivos à Estrella Galícia na Câmara (Foto: Divulgação/Câmara)

Durante a entrega do projeto de lei, Silva explicou que a perspectiva é de que até a implementação total do empreendimento, os investimentos superem os R$ 10 bilhões, tornando-se o maior investimento privado da história na cidade.

"Será uma cervejaria que terá um potencial em um curto espaço de tempo para produzir 300 milhões de litros de cerveja ano. O que significa um impacto muito positivo na arrecadação da cota parte do ICMS", relatou.

"Já não serei o prefeito, mas temos que pensar na cidade e no futuro dela. Quem vier depois de mim vai pegar uma cidade com a arrecadação bem mais alta do que temos hoje pelo impacto do ICMS desse investimento. É uma empresa que vai trazer uma altíssima tecnologia para Araraquara e vai gerar empregos, que é o mais importante nesse momento em que estamos saindo da pandemia", completou.

Edinho ressaltou aos vereadores que o anúncio da instalação da empresa será feito pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB), devido ao tamanho do investimento.

"O anúncio oficial será feito pelo governador do Estado de São Paulo pelo tamanho do investimento, mas estaremos todos no Palácio dos Bandeirantes, mas quem está criando as condições nesse momento para que a cervejaria se instale no Estado de São Paulo e em Araraquara é o Poder Legislativo e Executivo da nossa cidade", finalizou.  (Portal Cidade ON)