ICÓ (CE)

Mãe filmava cenas pornográficas com filhas de 4 e 11 anos em Icó

Mulher foi presa após uma das imagens ser divulgada em rede social. De acordo com investigações, ela mandava as imagens para o companheiro, em São Paulo

Uma mulher, mãe de duas meninas de 4 e 11 anos, foi presa suspeita de produzir conteúdo pornográfico com as próprias filhas. A prisão ocorreu em Icó, no Ceará, após um dos vídeos circular em uma rede social.

A partir do vídeo, a Polícia Civil do Ceará (PC-CE) diligências investigativas que descobriram a identificação e o endereço da mulher. Na residência, os policiais civis identificaram as crianças, bem como localizaram o vestido da garota de quatro anos usava na gravação do vídeo.

A Polícia descobriu que os vídeos eram enviados para o companheiro atual desta mulher, pai de seu filho mais novo. Ele morava em São Paulo e, segundo as investigações, era quem compartilhava as imagens. Ainda de acordo com as investigações, a mulher tinha planos de levar a ilha mais velha a São Paulo, onde possivelmente haveria o estupro da menina.

Diligências em São Paulo tentam localizar o homem, que deverá responder por responder pelo crime contido no artigo 241 do ECA por apresentar, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet , fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente. O crime tem pena de reclusão de dois a seis anos e multa.

A mulher deverá responder pelo crime previsto no artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que versa sobre produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente. Com pena prevista de reclusão de quatro a oito anos, e multa. No caso em questão, a pena é aumentada em 1/3 pelo fato da suspeita ser mãe das vítimas.

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados para que a identidade das crianças sejam preservadas.(O Povo - é parceiro de oxereta.com)