LUTO NA LETRAS

Escritora Lya Luft morre aos 83 anos em Porto Alegre

Autora lutava há 7 meses contra um melanoma, câncer descoberto já com metástase

Divulgação
Escritora Lya Luft falece aos 83 anos

Autora de obras como "Perdas e Ganhos", "Pensar é Transgredir", "As Parceiras" e "As Coisas Humanas", a escritora gaúcha Lya Luft morreu na madrugada desta quinta-feira, 30, em Porto Alegre, aos 83 anos. Segundo sua filha, Suzana Luft, a autora faleceu em casa após lutar há 7 meses contra um melanoma, câncer descoberto já com metástase.

Filha de descendentes alemães, Lya Luft foi incentivada pela família a desenvolver o hábito da leitura ainda na infância. A gaúcha natural de Santa Cruz do Sul se tornou uma das mais reconhecidas escritoras e tradutoras do Brasil. Mestre em Linguística e Literatura Brasileira, foi professora universitária, colunista e patronesse da Feira do Livro de Porto Alegre.

Lya Luft escreveu, ao longo de sua carreira literária, 23 livros — romances, coletâneas, poemas, crônicas, ensaios e obras infantis. Suas obras mais aclamadas são "As Parceiras", de 1980; e "Perdas e Ganhos", de 2003. A escritora também foi colunista da revista Veja.

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, lamentou na rede social Twitter a partida da escritora: "O RS perde um dos seus maiores nomes da literatura. Lya Luft nos deixa aos 83 anos e abre uma lacuna difícil de ser preenchida. Que Deus conforte a família e os amigos".

A cerimônia de despedida será restrita aos familiares. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)