TAÍBA E CUMBUCO

Taíba e Cumbuco têm movimentação intensa em barracas nesta segunda de Carnaval

Confira a movimentação nas praias do Litoral Oeste

Thais Mesquita - O Povo
Taíba e Cumbuco nesta segunda-feira de Carnaval

Banhistas que tiveram folga nesta segunda-feira, 28, de Carnaval aproveitaram para visitar as barracas de praia do Litoral Oeste. Na praia da Taíba, no município de São Gonçalo do Amarante, e no Cumbuco, em Caucaia, barracas registraram movimentação intensa. A atividade, no entanto, ainda é menor que em outros períodos de Carnaval, antes da pandemia.

Desde sábado na Taíba, Iris Vieira, 48, curtiu a tranquilidade do local. A recepcionista trabalha em uma escola particular e achou positivo que o setor manteve o feriado.

No decreto estadual de isolamento, foi recomendado que as instituições de ensino continuassem normalmente com as atividades durante o Carnaval. No entanto, o Sindicato dos Estabecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe) decidiu manter a folga do dia 28 de fevereiro a 2 de março.

"Tava precisando [da folga], deu para descansar", disse Iris ao O POVO.

"Não tá como a gente esperava", afirma Auricélio de Souza Oliveira, responsável pela barraca Jangadeiro, na Taíba.

Para ele, o Carnaval deveria ter trazido mais clientes. No sábado, 26, o movimento foi fraco. O melhor dia foi domingo, 27. Nesta terça-feira, 1º, Auricélio acredita que o fluxo será ainda menor.

No Cumbuco, barracas registraram lotação como "praticamente um domingo", de acordo com a banhista Maria Eduarda Façanha, 22, que vai ao local frequentemente com familiares. A estudante conta que a família decidiu curtir o Carnaval apenas nesta segunda, 28. 

A atividade intensa, no entanto, não foi traduzida em mais vendas para a vendedora ambulante de cocadas, Sandra Helena da Silva Barros, 49. Ela conta que vendeu nos três dias de Carnaval a mesma quantidade de cocadas que geralmente consegue comercializar em um domingo comum.

"Tá mais cheio, mas as vendas estão muito caídas. Sábado foi ruim e domingo foi normal", relatou Sandra. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)