PASSEIOS MARÍTIMOS

Estrutura flutuante no mar de Fortaleza será suporte para passeios marítimos

Proprietário da estrutura que estava intrigando frequentadores da Beira Mar explicou uso. "Mucuripe Ilha" só poderá começar a funcionar após passar por regularização junto à Capitania dos Portos

Aurelio Alves - O Povo
"Mucuripe Ilha" deve oferecer suporte para passeios marítimos em Fortaleza, informou o proprietário

A estrutura flutuante localizada a poucos metros da Beira Mar de Fortaleza, que vem chamando a atenção dos frequentadores do local, chama-se Mucuripe Ilha. O proprietário João Eduardo explicou ao O POVO  que o equipamento vai servir para oferecer "suporte e conforto para fortalezenses e turistas" que forem realizar passeios marítimos com iates e outros barcos.

"Ele dá apoio a barcos que a gente tem para fazer passeios. É um equipamento para dar conforto às pessoas que vão embarcar e desembarcar. A forma que o pessoal chegava ao barco era muito precária e desconfortável. A gente trabalha com turismo há muito tempo e resolveu fazer uma coisa mais apropriada para pessoas de idade, cadeirantes etc.", explica João.

Os passeios de iate são feitos em parceria com o Iate Clube de Fortaleza, mas outras embarcações poderão fazer uso do flutuante por meio da agência de passeios do proprietário. O equipamento, no entanto, só vai poder começar a ser utilizado após passar pelo processo de regularização junto à Capitania dos Portos de Fortaleza, que enviou uma equipe de inspetores navais ao local.

"Ele precisa da autorização da Capitania dos Portos para funcionar. Fica um pessoal nosso lá direto para não deixar as pessoas subirem e entrarem. A parte de construção já acabou totalmente, falta apenas a regularização", esclareceu o proprietário. O flutuante fica no mar da Beira Mar de Fortaleza, localizado mais precisamente em frente ao hotel Gran Marquise.

O local onde o "Mucuripe Ilha" ficará localizado foi definido pelo engenheiro naval responsável pelo projeto do equipamento, informou João. "A gente sugere esse local para a Capitania, que vai ser analisado nesse processo pelo qual está passando agora. Por isso que a gente afastou para bem próximo do local que a gente quer que ele fique", completa. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)