HIDROGÊNIO VERDE

Governo do Estado estima U$ 44 bilhões em investimentos de H2V no Ceará

Já foram assinados 19 memorandos de entendimento, três podem ser validados em agosto e oito estão em negociação, de acordo com Maia Júnior

Carol Kossling
A esquerda Maia Júnior, titular da Sedet, falou sobre novos investimentos para o Hidrogênio Verde no Ceará na sede da Faec

O Ceará continua com boas perspectivas para ser o principal estado produtor do País de hidrogênio verde (H2V).

Na soma são 19 memorandos de entendimento já assinados, entre empresas nacionais e internacionais, mais três que estão previstos para agosto e oito ainda em negociações.

O montante equivale a US$ 44 bilhões de investimentos no setor.

As informações foram dadas pelo secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará (Sedet), Maia Júnior, durante lançamento da campanha “Ceará livre da febre aftosa sem vacinação”, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec).

Novo momento mundial

"É um volume realmente extraordinário, apesar de as pessoas pensarem que nós que estamos com a informação, temos algum nível de deslumbramento com essa economia nova que está surgindo no mundo todo. Mas eu faço igual a indústria do petróleo que dominou o mundo, até os dias de hoje, e ainda vai continuar aí por algum tempo, pode ser toda certeza", desabafa o titutar da Sedet.

Ele relata que a descoberta do hidrogênio verde no Estado foi ao acaso, quando há três anos recebeu um estudante da Universidade Federal do Ceará (UFC), hoje dono de uma empresa de energia com capital alemão, que abriu os olhos para essa oportunidade.

E todo o mundo fala em questões ambientais, sociais e de governança, ASG, que dependem destas novas iniciativas para um novo mundo.

"Pegamos rapidamente o assunto e em menos de três anos conseguimos lançar um plano de montar o hub no Ceará que já é o maior sucesso", comenta Maia Júnior. Na ocasião, o secretário confirmou que fica na secretaria à disposição da governadora até o momento que ela avaliar oportuno. 

Evento energético

Maia também comentou na ocasião que pedirá para a governadora Izolda Cela (PDT) assinar os três memorando de entendimento durante o Fiec Summit 2022 - Hidrogênio Verde, que acontecerá na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) nos dia 3 e 4 de agosto.

O evento possibilitará parcerias entre o Ceará e grandes nomes mundiais do setor energético.

Avanços no setor 

Izolda Cela assinou o 19° memorando de entendimento para produção de hidrogênio verde (H2v), com a empresa Enel Green Power, no dia 14 de julho.

Na mesma ocasião, foi assinado um para implantação de uma fábrica em Fortaleza que produzirá ônibus elétricos, movidos à bateria e hidrogênio no Estado, projeto que deve ser executado pela Higer Bus.

"A assinatura desses memorandos contribuem para o desenvolvimento econômico da nossa região e com o projeto de produção de uma energia limpa", ressaltou a governadora Izolda Cela.

A presidente da Enel Ceará, Márcia Sandra Vieira, explicou que a empresa pretende desenvolver, no curto prazo, o projeto Green Hydrogen Fortaleza, com capacidade instalada em uma primeira fase, de até 400MW de eletrolisadores.

"Nossa intenção é desenvolver um projeto em Quixeré e integrar o Hub de Hidrogênio Verde no Ceará, gerando desenvolvimento e avançando no projeto de descarbonização da nossa matriz energética", acresentou.

Já a Higer Bus planeja iniciar a produção de seus veículos no Brasil a partir de 2023, depois da fase de importação regular das primeiras unidades a partir do primeiro semestre de 2022.

Na primeira fase, os ônibus elétricos da Higer serão importados. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)