SUL-AMERICANA

Ceará faz história, elimina The Strongest e está na quartas da Sul-Americana

Desta vez no Castelão, Vovô fez 3 a 0 sobre os bolivianos e garantiu classificação para a próxima fase do torneio. Alvinegro vai enfrentar São Paulo ou Universidad Católica-CHI nas quartas de final da Sula

Aurélio Alves - O Povo
Ceará e The Strongest se enfrentaram nesta quarta-feira, 6, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na foto, Victor Luis comemora gol marcado para o Vovô

Com tranquilidade, o Ceará bateu novamente o The Strongest-BOL, dessa vez por 3 a 0, no Castelão, em jogo válido pela volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Com o placar agregado de 5 a 1, o Vovô avançou para as quartas de final com sobras e manteve o status de único time com 100% de aproveitamento da competição.

O próximo adversário do Vovô no mata-mata da competição sairá do duelo entre São Paulo e Universidad Católica-CHI, quinta-feira, 7, no Morumbi. O time paulista venceu a primeira partida, em Santiago, por 4 a 2, e está mais próximo de avançar. 

O Ceará poderia ter construído uma goleada logo no primeiro tempo. Com o retorno de Mendoza e uma formação em 4-2-3-1, o Alvinegro pressionou o The Strongest desde o início e quase conseguiu um gol logo no primeiro minuto, com um chute por cobertura de Vina que o goleiro quase se complicou, mas fez a defesa.

Sem dificuldades para passar da marcação adversária, o Vovô chegava principalmente pela esquerda, com cruzamento e penetrações na grande área, realizados por Mendoza, mas faltou capricho em algumas conclusões. Apesar das tabelas e troca de passes na grande área, além de algumas inversões, o primeiro gol saiu de um chute de longe.

Na intermediária, pela direita, aos 23 minutos, Richardson viu um espaço aberto e arriscou, balançando a rede do Tigre. Três minutos depois, o Vovô ampliou com uma tabela rápida. Mendoza cruzou rasteiro, da esquerda, para Zé Roberto. Na grande área, o centroavante viu Victor Luís penetrando pela esquerda e deu um leve toque, colocando o companheiro de frente para o gol. O lateral-esquerdo chutou por baixo do goleiro contrário.

Em seu retorno ao time, após algumas semanas no departamento médico, o colombiano marcou o dele aos 30 minutos, aproveitando chute cruzado de Vina, mas em posição irregular, denunciada pelo árbitro de vídeo.

Ao todo, no primeiro tempo, foram 12 finalizações do Vovô contra duas do Strongest, sendo que os bolivianos só acertaram uma, que não levou tanto perigo. Não fosse isso e uma sequência de escanteios no finalzinho da primeira etapa, teria sido um tempo completo de ataque contra defesa. Houve ainda uma finalização de Zé Roberto, após sobra de bola na grande área, que Viscarra defendeu novamente.

Na volta para o segundo tempo, o Ceará aumentou a vantagem cedo, dificultando ainda mais para o Tigre. Vina acertou o travessão em cobrança de falta, aos 6 minutos, e Lima cabeceou para o chão, no rebote, tirando o goleiro boliviano da jogada. Antes, Messias, após escanteio, havia feito o mesmo, mas Viscarra tinha feito a defesa.

Em mais uma tentativa de bola pelo alto, o Strongest quase diminuiu em cabeçada de Cascini, que explodiu no travessão. A equipe do técnico Christian Diaz, no entanto, vivia de lances isolados, como num belo chute de Jusino, de longe, que quase acertou o ângulo superior esquerdo de João Ricardo, ou uma tentativa de fora da área de Rodrigo Amaral, que passou à esquerda da meta alvinegra, mas em minutos distantes.

Sem se arriscar, o Ceará continuava tendo oportunidades. Mendoza, aos 19, invadiu a área livre de marcação, pela esquerda, e finalizou. Viscarra evitou mais uma vez. Com o placar consolidado, Marquinhos Santos começou a fazer alterações e lançou Lindoso, Yuri Castilho e Cléber a campo, mais tarde Sobral e Dentinho. Deles, apenas o centroavante e Castilho chegaram perto de marcar, mas pararam no goleiro Viscarra. 

Antes de sair, bastante aplaudido, por sinal, Mendoza ainda acertou a trave direita do The Strongest.  (O Povo - é parceiro de oxereta.com)