ATAQUE EM ESCOLA DE SOBRAL

Ataque em escola de Sobral: jovem confirma que motivo foi bullying

Durante o ataque em escola de Sobral, três alunos foram atingidos por arma de fogo e socorridos por profissionais do Samu

Via Whatsapp O POVO e Google - capa
Ataque em escola de Sobral: três alunos foram baleados / EEMTI Professora Carmosina Ferreira Gomes

O estudante de 15 anos suspeito de atirar em três alunos, dentro de uma sala de aula em escola de Sobral, prestou depoimento após o ataque na manhã desta quarta-feira, 5. Levado à delegacia municipal da Polícia Civil do Ceará  (PC-CE), o jovem contou que premeditou o ataque em escola de Sobral após ser vítima de bullying.

Durante a ação, três alunos foram atingidos por arma de fogo e socorridos. Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram acionadas e encaminharam as vítimas até uma unidade de saúde. 

O ataque aconteceu na Escola de Ensino Médio Professora Carmosina Ferreira Gomes, localizada no bairro Sumaré.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o adolescente é suspeito de um ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio. 
Ele foi apreendido com uma arma de fogo registrada no nome de um CAC (colecionador, atirador desportivo e caçador) e era de um familiar do jovem. 

Ataque em escola de Sobral: uma vítima em estado grave

A assessoria de imprensa da Santa Casa de Sobral informou que as três vítimas foram levadas ao hospital após o ocorrido. Dois adolescentes tiveram lesões na cabeça. Um deles está em estado grave, intubado, e o outro tem quadro de saúde estável. O terceiro aluno foi baleado na perna e segue em avaliação médica. 

Todos os alunos cursam o primeiro ano do ensino médio. O POVO entrou em contato com o diretor da escola, Jorge Célio, que afirmou estar sendo ouvido pela Polícia. A secretária da Educação do Estado, Eliana Estrela, vai a Sobral para acompanhar o caso. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)