COVID

Covid: Fortaleza começa a vacinar crianças de seis meses a dois anos com comorbidades

Neste sábado, 16 postos de saúde e os shoppings Iguatemi, RioMar Papicu e RioMar Kennedy ofertam a vacinação contra covid para este público

Thais Mesquita - O Povo
Vacinação primeira dose da covid para crianças entre 6 meses a 2 anos. Posto de saúde Célio Brasil

Em meio a novo aumento de casos da Covid-19, um novo grupo etário começa a ser vacinado contra a infecção. A nova faixa contemplada são os bebês de seis meses a dois anos com comorbidades. Neste sábado, 19, 16 postos de saúde estão com oferta de vacinação contra a covid-19 para este grupo das 9 às 16 horas. 

Além dos postos de saúde, exclusivamente no sábado, a vacinação infantil também acontece nos shoppings Iguatemi, RioMar Papicu e RioMar Kennedy, no mesmo horário, conforme a disponibilidade da capacidade instalada de cada centro.

Para essa faixa etária, o esquema vacinal é de três doses da vacina Pfizer pediátrica. As duas primeiras são aplicadas no intervalo de quatro semanas, e a terceira deve ser aplicada após, no mínimo, dois meses (oito semanas) da segunda dose. 

Seguindo a orientação do Ministério da Saúde (MS), a prioridade, neste momento, será a imunização das crianças com comorbidades. Cada frasco tem 10 doses e o prazo de utilização é de 12 horas.

Contudo, para evitar o desperdiço de doses, nos postos de saúde da Capital, a partir das 15h,  as doses remanescentes serão aplicadas nas crianças de seis meses até dois, sem comorbidades que estiverem nas unidades em busca de imunização.

A Bia, de apenas 8 meses, recebeu a primeira dose contra a infecção para alívio da mãe, Ana Beatriz Rodrigues, 27. "Eu fiquei muito feliz por ela poder vir tomar a primeira dose. Todo mundo em casa já tomou, só faltava ela", conta.

Ela soube do início da aplicação pela irmã e, de pronto, respondeu: "Vamos agora". A pequena tem asma e anemia falciforme. "Quero dizer para todos os pais que venham. Não deixem de dar as vacinas porque é muito importante", compartilha. 

A manhã de sábado também foi o dia da primeira dose de Demétrio Jesus, 3, e da segunda aplicação da Maria Gabrielly, 5. A mãe, Isabelle Pinto, 27, também aproveitou para receber a quarta dose.

Ela diz que foi antes se informar sobre a vacinação, mas não conseguia levar as crianças na semana pela rotina de trabalho e escola da família.

Por isso, ela aproveitou a oferta da imunização no sábado. "Informaram que hoje ia ter a campanha da vacina, ai aproveitei para os três logo tomarem de uma vez", relata. Mesmo com a vacinação, Isabelle se preocupa com o aumento de casos registrado atualmente em Fortaleza: "Todo cuidado nunca é demais".
 
Lista de comorbidades a serem consideradas para vacinação contra a covid-19 de crianças de 6 meses a menores de 3 anos (descrição completa no ofício abaixo):

- Diabetes mellitus- Pneumopatias crônicas graves- Hipertensão Arterial Resistente- Hipertensão arterial estágio 3- Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo- Insuficiência cardíaca (IC)- Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar- Cardiopatia hipertensiva- Síndromes coronarianas- Valvopatias- Miocardiopatias e Pericardiopatias- Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas- Arritmias cardíacas- Cardiopatias congênita- Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados- Doenças neurológicas crônicas- Doença renal crônica- Imunocomprometidos- Hemoglobinopatias graves- Obesidade mórbida- Síndrome de Down- Cirrose hepática. (O Povo - e parceiro de oxereta.com)