CEARÁ EMPATA COM CRB

Com final eletrizante, Ceará empata com o CRB pela Copa do Nordeste

O Vovô saiu atrás no placar, mas buscou o empate diante da equipe alagoana. O confronto foi válido pela quarta rodada da competição

Israel Simonton/Ceará SC
Meia Jean Carlos, do Ceará, durante confronto contra o CRB, pela Copa do Nordeste

O Ceará somou mais um ponto na Copa do Nordeste. Com direito a um final eletrizante, marcado por confusão e cobranças de pênalti, o Alvinegro de Porangabuçu empatou em 1 a 1 com o CRB, pela quarta rodada da competição, na noite desta sexta-feira, 17. Anselmo Ramon e Erick marcaram os gols da partida no Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL.

O jogo

Com pouca inspiração nos setores de armação de ambas as equipes, o duelo no Estádio Rei Pelé começou movimentado, mas sem grandes chances de gol. Os minutos iniciais do primeiro tempo foram marcados pela imposição física dos dois times.

Tanto é que a primeira finalização de maior perigo surgiu apenas aos 16 minutos e em uma bola parada. Mesmo longe do gol, o meia Jean Carlos arriscou e a bola passou próxima ao travessão do goleiro Diogo Silva.

O Ceará criou apenas uma chance clara de gol na etapa inicial. Aos 28 minutos, o atacante Hygor teve oportunidade de ouro ao sair de cara com o goleiro Diogo Silva. Entretanto, na hora da finalização do atleta alvinegro, o zagueiro Gum fez um corte providencial e a bola acabou indo por cima da meta adversária.

Assim como o Vovô, o time alagoano também só levou perigo uma vez. O meia João Paulo recebeu grande passe dentro da área, teve tranquilidade para dominar e finalizar bem no alto do gol. Porém, o goleiro Richard estava atento e fez grande defesa de mão direita. O lance aconteceu no minuto 39.

Repetindo o cenário do primeiro tempo, os minutos iniciais da etapa final foram de muita imposição física e faltas. Entretanto, aos poucos o CRB foi crescendo e tomando o controle das ações da partida.

Por volta dos 20 minutos, o time regatiano fez uma blitz no campo ofensivo e criou boas oportunidades para abrir o placar. A primeira, e mais perigosa, foi com o meia João Paulo, que acertou a trave do goleiro Richard. Na sequência, três atletas do CRB desperdiçaram chances claras: Renato, Auremir e Gilvan. Todos eles finalizaram de dentro da área, mas sem rumo.

A pressão dos donos da casa surtiu efeito. Por volta dos 26 minutos, o volante Caíque derrubou o adversário dentro da área e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Anselmo Ramon deslocou o goleiro Richard e abriu o placar.

Ao sair atrás no placar, foi a vez do Ceará se lançar ao ataque. O time cresceu na partida após algumas mudanças do técnico Gustavo Morínigo, que promoveu a entrada de atletas titulares.

Aos 34 minutos, uma confusão tomou conta da partida. O árbitro marcou pênalti para o Ceará e o goleiro Diogo Silva acabou espalmando o chute de Luvannor. No rebote, Erick marcou, mas por ter invadido a área antes da cobrança, o árbitro invalidou o gol e mandou a cobrança ser repetida. Os atletas do CRB contestaram a marcação e dois deles foram expulsos por reclamação.

Vale destacar que um atleta do CRB também invadiu a área durante a batida de Luvannor. Portanto, o árbitro acertou ao invalidar o gol de Erick e mandar o Alvinegro repetir a cobrança.

Na segunda oportunidade, o Ceará trocou o batedor. Erick foi o encarregado de finalizar, e ele não titubeou. O camisa 11 deslocou Diogo Silva e deixou tudo igual no Estádio Rei Pelé. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)